Estruturação das cooperativas no Amapá garante inserção de produtores no PAA

A força do cooperativismo resulta em benefícios diretos, e o resultado pode ser comprovado na vida de pessoas como, Ana Maria da Silva, extrativista de Pedra Branca do Amapari, que integra a Cooperativa de Produtores Agroextrativistas do Oeste Amapaense (Coopetral), que está credenciada junto ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) que vai operar R$ 324.998, junto aos produtores da região.

A primeira feira para entregar os produtos ocorreu nesta quinta-feira, 4, em Pedra Branca do Amapari, e contou com a presença do presidente da OCB-AP, Gilcimar Pureza, que acompanhou a movimentação da agricultura familiar.

“O PAA é um excelente incentivo aos produtores. O recurso que é certo, garante a movimentação econômica da região, e acima de tudo, dá oportunidade ao pequeno agricultor de ter uma renda certa, para investir na sua propriedade, dando a chance de crescimento”, compartilhou Gilcimar Pureza.

Cooperativismo

A Cooperativa de Produtores Agroextrativistas do Oeste Amapaense (Coopetral) tem mais de 200 associados, mas apenas 50 estão aptos a oferecer produtos para o programa. Desses, 25 conseguiram mobilizar a produção nesta primeira feira, para ser entregue à Prefeitura de Pedra Branca do Amapari, que será a responsável por fazer a distribuição das mercadorias às 18 escolas e associações filantrópicas cadastradas.

“Estamos nos estruturando. A Coopetral tem atuado fortemente na região, orientando e trabalhando junto com nosso cooperado. O sistema OCB tem sido fundamental neste processo, afinal, o nosso crescimento se deve ao apoio que temos recebido por meio de capacitações, treinamentos e acompanhamento direto da OCB”, relatou o presidente da Coopetral, Raimundo Apóstolo Santana.

As feiras ocorrerão a cada 15 dias e os produtores estão caprichando na variedade. Nesta primeira, a banana ganhou em quantidade, mas também havia coco, mandioca, abacaxi, abóbora, batata doce, laranja, peixe e os produtos já beneficiados, como farinha, polpas de frutas e biscoitos de castanha.

Essa movimentação da agricultura familiar é resultado de investimentos que chegam a R$ 9 milhões para estruturar a expansão do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) no Amapá. O montante está sendo usado na compra de equipamentos e meios de transporte para fortalecer o PAA nos 16 municípios do Estado.

Anuências

A feira também foi marcada pela entrega das anuências para pessoa jurídica dentro da Floresta Estadual do Amapá (Flota) realizada pelo Instituto Estadual de Florestas do Amapá (IEF). A Cooperativa de Produtores Agroextrativistas do Oeste Amapaense (Coopetral) recebeu o documento de uma área de 200 hectares, nas margens do Rio Água Fria, em Pedra Branca do Amapari.

Neste espaço, a Coopetral, vai construir a sede da cooperativa, além de um núcleo de produção com atividades agrícolas e um centro de capacitação técnica nas áreas de produção e extrativismo.

Outras 15 anuências foram entregues para agricultores e extrativistas de Pedra Branca do Amapari e Serra do Navio. O documento é fundamental para o início do processo de licenciamento ambiental, que vai permitir a utilização dos recursos naturais da Flota.  O órgão licenciador é o Instituto de Meio Ambiente e de Ordenamento Territorial do Amapá (Imap).

A entrega desses documentos faz parte da política de reconhecimento da Flota enquanto unidade produtora, que pode contribuir no reforço da economia, com a produção de recursos que estão disponíveis na floresta.

About Lílian Guimarães

Assessoria de Comunicação OCB/AP Contato: 98124-9681

Comments are closed