OCB do Amapá visita Unidade paraense

O cooperativismo está ampliando sua área de atuação na região Norte do Brasil e a parceria entre as unidades estaduais é fundamental para dar prosseguimento à expansão. Durante esta semana, a Organização das Cooperativas Brasileiras do Estado do Amapá (OCB/AP) realizou intercâmbio com o Sistema OCB/PA. Integrantes da Diretoria Executiva da Unidade amapaense visitaram a sede do Pará e trocaram informações relacionadas à área de superintendência, gerência de desenvolvimento de cooperativas, operações e assessoria jurídica.

O Pará representa 43% do total das cooperativas da Região Norte, 41% dos cooperados e 39% dos empregados, números significativos que motivaram o intercâmbio. “Sentimos a necessidade de ajustar alguns procedimentos internos e avaliamos quais unidades são referência em gestão e poderiam nos auxiliar neste sentido. Minas, Pará e São Paulo foram os nomes mais cotados. Optamos pelo Pará em virtude da proximidade, logística, comunicação, parceria, pela estrutura e, acima de tudo, pela possibilidade de fortalecer os laços cooperativistas”, afirma a superintendente do Sescoop/AP, Patrícia Sousa.

Na visita, discutiu-se sobre os mecanismos de atuação e gestão junto às áreas internas e Conselhos, assim como boas práticas de gestão, articulação política em prol das cooperativas. Na Área Finalística, trocou-se informações sobre banco de consultores e instrutores, programas de monitoramento, promoção social, controle documental de atividades para atendimento dos órgãos de fiscalização, cursos de capacitação, distribuição de funções por técnico e estudo de viabilidade econômica no processo de constituição de cooperativas. Na Área Meio, analisou-se processos de compras, licitação, procedimentos financeiros, contrato de gestão, relatório de contingências e outros.

Ainda se tratou sobre assuntos ligados à OCB Nacional e CNCoop. “O objetivo para 2017 é fortalecer as parcerias e trabalhar a Gestão interna. Verificamos que existem muitos posicionamentos que podemos levar e adaptar à nossa realidade. Queremos andar juntos para obtermos bons resultados neste ano. A tendência é que o cooperativismo no Amapá cresça”, completa a superintendente.

Para o presidente do Sistema OCB/PA, Ernandes Raiol, a intercooperação deve ser ampliada. “Este é um princípio que estimulamos nossas cooperativas a cumprirem, mas nós, os gestores das cooperativas, também devemos cultivá-lo, pois são medidas estratégicas no alinhamento regional e consequente ampliação da competitividade. Não existe outra saída para crescermos. Juntos somos mais fortes e podemos fortalecer não somente os estados do Pará e do Amapá, mas todo o país”.

Comunicação OCB Pará e Amapá

About Lílian Guimarães

Assessoria de Comunicação OCB/AP Contato: 98124-9681

Comments are closed