OCB-AP apresenta Projeto de Consórcio de Produção de Alimentos

A equipe de trabalho do Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado do Amapá (OCB-AP) apresentou para entidades governamentais o Projeto de Consórcio de Produção de Alimentos das Cooperativas do Amapá. A reunião contou com a presença do Secretário Nacional de Mobilidade Social, do Produtor Rural e do Cooperativismo, Pedro Alves Neto.

A apresentação abrangeu as cadeias produtivas da castanha do Brasil, pescado, açaí e frutas regionais. Foi apontado o potencial de produção de cada setor, empregos gerados, viabilidade econômica, e principalmente, a importância de investimentos pontuais para o crescimento das cooperativas.

Potencial

A castanha do Brasil, por exemplo, é um produto de grande potencial. Este ano de 2016, a expectativa de produção chega a 500 mil toneladas da castanha dry, 253 mil toneladas da castanha descascada e uma produção de quase 19 mil quilos de biscoitos de castanha. Hoje, o setor conta com 700 pessoas diretamente ligadas a produção e cerca de 2 mil indiretas.

Visão

Durante o encontro o presidente da OCB/AP, Gilcimar Pureza, aproveitou a presença dos representantes das instituições governamentais para ressaltar a importância de investimentos e captação de recursos que possam fortalecer as cooperativas e a produção local.

“Esse consórcio aponta claramente todos os nossos potenciais. Amadurecemos e chegou o momento de usar a essência do cooperativismo com essa estratégia do consórcio. Nós temos os meios e estamos adequados, por isso, trouxemos as autoridades para mostrar que estamos prontos para este novo momento”, ressaltou Gilcimar Pureza.

O secretário de Desenvolvimento Rural do Amapá, Hélio Dantas, e os demais gestores, ouviram atentamente as demandas e afirmaram que vão se empenhar na captação de recursos e investimentos para os setores.

“Infelizmente estamos vivendo um período de grave crise financeira. Mas, já estamos trabalhando com foco em 2017, para que as coisas possam acontecer efetivamente. Atuaremos alinhados com a OCB/AP e as cooperativas para atender as demandas”, afirmou Hélio Dantas.

O secretário Nacional de Mobilidade Social, do Produtor Rural e do Cooperativismo, Pedro Alves Neto, avaliou o momento como positivo. “O Amapá está muito bem organizado, e realmente chegou a hora das coisas acontecerem. O Sistema OCB será uma peça fundamental neste processo”, comentou Pedro Neto.

Entidades representadas

A apresentação também contou com a presença do secretário de Meio Ambiente do Amapá, Marcelo Creão; da secretária de Trabalho e Empreendedorismo, Marciane Costa; o diretor presidente do Instituto de Desenvolvimento Rural do Amapá, José Maria Damarsso; o diretor presidente da Agência Defesa e Inspeção Agropecuária do Amapá, Otacílio Barbosa; além dos representantes das cooperativas do estado.

Assessoria de Comunicação OCB/AP

Contato: 98124-9681

About Lílian Guimarães

Assessoria de Comunicação OCB/AP Contato: 98124-9681

Comments are closed